? ºC Cuiabá - MT

Política

28/04/2022 08:42

9 dicas para acabar com espinhas e foliculite no bumbum

Para quem sofre com espinhas e foliculite na região dos glúteos, ter um “bumbum lisinho” pode parecer um sonho distante. E se você é uma dessas pessoas, vai gostar de saber que existem tratamentos para essa condição.
O que causa espinhas e foliculite no bumbum?
Segundo a dermatologista Neda Mehr, hormônios, estresse, genética e dieta são os quatro principais gatilhos das glândulas sebáceas. Esses gatilhos enviam um sinal para que as glândulas fiquem maiores e, quando elas aumentam, o canal que fornece o óleo também. As informações são da “Cosmopolitan”.

Uma vez que seus poros são abertos, as bactérias na pele podem entupi-los. E quando os poros entopem e não há saída, eles implodem, causando a acne.

É normal ter acne no bumbum?
Trata-se de algo comum, de acordo com a dermatologista Morgan Rabach. No entanto, essa não é a acne “tradicional” que surge no rosto. Nos glúteos, o que acontece é uma condição chamada foliculite — inflamação dos folículos pilosos.

Por isso, reconhecer a diferença entre acne “normal” e foliculite é fundamental para sua abordagem de tratamento e prevenção.

Diferença entre acne e foliculite
• Acne: segundo Morgan, a acne é definida por comedões como cravos e espinhas.

• Foliculite: a foliculite geralmente tem um pelo no centro de uma protuberância vermelha com algum material branco. Morgan explica que podem parecer pequenos pontos brancos e inchados do mesmo tamanho.

Há casos, entretanto, em que pessoas têm espinhas semelhantes às de rosto em suas nádegas. De acordo com Neda, isso geralmente ocorre em pacientes que também têm um histórico de acne facial. Por isso, é importante consultar um especialista e entender qual é a melhor forma de tratamento para sua condição.

9 dicas para acabar com espinhas e foliculite no bumbum
Após o diagnóstico de um dermatologista, você pode seguir 9 passos para acabar com acne e foliculite no bumbum:

Utilizar sabonete com peróxido de benzoíla
Dermatologistas recomendam limpar a área com uma solução para acne como peróxido de benzoíla, que mata as bactérias causadoras de acne, desobstrui os poros e reduz a inflamação.

Se você tem inchaços ativos, a dermatologista Tiffany Libby aconselha aplicar o produto em suas espinhas uma vez por dia no chuveiro e esperar dois a três minutos antes de lavá-lo, para dar ao ingrediente tempo suficiente para trabalhar sem irritar a pele.

E se você tiver esses inchaços regularmente, a especialista também recomenda incorporar a lavagem com peróxido de benzoíla em sua rotina uma vez por semana entre os surtos de acne.

Esfoliar a pele sem esfregá-la
Neda sugere que você economize nos esfoliantes granulados e use uma esponja de silicone — material que repele bactérias — suave durante o banho e um lenço esfoliante após se secar.

Já a dermatologista Shereene Idriss recomenda a aplicação de um esfoliante químico suave, que usa ingredientes como alfa-hidroxiácidos (ácido lático ou glicólico) ou beta-hidroxiácidos (ácido salicílico) para evitar que as células mortas da pele obstruam os poros.

Lavar-se com sabonete de melaleuca
Neda também recomenda produtos com óleo de melaleuca (tea tree), que tem propriedades antibacterianas e anti-inflamatórias. Utilize a esponja de silicone para o sabonete de melaleuca, seguido pelo sabonete com peróxido de benzoíla para matar as bactérias.

Fazer um peeling químico
Se você está determinada ter um “bumbum lisinho” o quanto antes, Morgan recomenda um peeling químico — em consultório — para estimular a descamação da pele.

Aplicar antibióticos tópicos
A especialista também aconselha verificar com seu médico a possibilidade do uso de uma loção de clindamicina. Esse antibiótico pode ser usado para acalmar a inflamação e matar as bactérias que podem levar à acne.

Escolher tecidos respiráveis
Quanto mais leve, mais solto e mais respirável for o tecido de sua roupa, menor a probabilidade de você ter um surto de foliculite. Evitar suor e atrito é uma ótima forma de evitar inflamação no folículo piloso, e é por isso que Morgan recomenda o uso de roupas íntimas de algodão.

Evitar roupas suadas
Usar calças apertadas feitas de tecido sintético, suar nelas e depois sentar-se em cima é uma maneira infalível de ganhar acne nos glúteos. Então, tire suas roupas de treino suadas assim que chegar em casa.

Neda explica que os tecidos não-respiráveis ​​fazem com que o suor com bactérias “abrace” sua pele e forme uma barreira. Se você tem propensão à acne, essas bactérias vão entrar nas glândulas sebáceas, causando as espinhas no bumbum. O mesmo vale para trajes de banho e outras roupas úmidas.

Tomar banho após suar
De acordo com Tiffany e Morgan, uma ducha rápida ou uma lavagem com sabonete líquido após o treino é fundamental para tratar e prevenir a acne no bumbum e em todo o resto do corpo.

Fazer depilação a laser
Neda explica que a chave para acabar com a foliculite é destruir a raiz do folículo piloso através de depilação a laser. “A remoção de pelos a laser não apenas previne a foliculite, mas também ajuda a minimizar as cicatrizes que podem vir da foliculite causada por outros métodos de depilação”, finaliza.


Copyright 2015 - Todos os direitos reservados.
DNA Notícias.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo