? ºC Cuiabá - MT

Nacional

14/05/2022 18:52

Hacker da Lava Jato: PGR quer fim de investigação de suposto mandante

Hipótese era de suposto envolvimento do ex-ministro Palocci como financiador, mas diligências não provaram linha investigativa.

Em petição à Justiça Federal em Brasília, o procurador Wellington Divino Marques de Oliveira requereu o arquivamento de um inquérito sobre um possível mandante e financiador no caso dos hackers que interceptaram mensagens trocadas entre o ex-juiz Sérgio Moro e ex-integrantes da força-tarefa da Lava jato. O pedido foi justificado pela "inexistência de linha investigativa hábil a comprovar a hipótese criminal".

O inquérito trabalhava com a hipótese de suposto envolvimento do ex-ministro Palocci como "possível financiador". A PF pediu o arquivamento apontando que rol de diligências não foi capaz de comprovar tal linha investigativa.

Testemunhas também não teriam corroborado a hipótese. Além disso, o parecer da Procuradoria diz que não foram identificadas conversas no nome do ex-ministro no material apreendido na Operação Spoofing, "indicando que não ocorreu participação".

O documento foi enviado à 10ª vara da JF/DF no dia 12 de abril.

Leia a íntegra da manifestação do MPF.

A manifestação do MPF/DF narra, ainda, que foram empreendidas diligências no sentido de identificar possíveis pedidos de invasão ou direcionamento das atividades praticadas pela organização criminosa denunciadas na Operação Spoofing.

Segundo o procurador, em julho de 2021 a PF concluiu que "não foi possível identificar um agente que tenha requerido aos réus que iniciassem ou continuassem as invasões aos dispositivos sob o fornecimento de qualquer tipo vantagem ou promessa de fornecê-la".

Por: Redação do Migalhas


Copyright 2015 - Todos os direitos reservados.
DNA Notícias.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo