? ºC Cuiabá - MT

Mais lidas

194 IRREGULARIDADES 08/06/2022 19:14

Vigilância Sanitária interdita Hospital Militar ao encontrar baratas, ferrugem e infiltrações

Fiscais encontraram baratas em freezer, precariedade física e até problemas com saneamento de água para consumo humano
ALLAN PEREIRA E LÁZARO THOR
Da Redação

Uma inspeção da Vigilância Sanitária da Prefeitura de Cuiabá no Hospital Militar identificou 194 irregularidades e, por conta disso, interditou a unidade a partir desta quarta-feira (08). A informação foi recebida me primeira mão pelo Midiajur.

O Hospital também foi multado em R$ 157.952,00 e está apenas com o setor ambulatorial funcionando. Veja aqui o documento de interdição completo

Segundo o relatório de inspeção da Viiglância Sanitária, as irregularidades foram encontradas em praticamente todos os setores do hospital, sendo os principais os consultórios, salas de internação, pronto-atendimento e farmácia.

Entre as irregularidades, há materais enferrujados, consultórios com vidro quebrados, infiltração, presença de equipamento com data de validade já expirada, lâmpadas sem proteção adequada, pinturas danificadas, vasos sanitários danificados sem condições de uso pelos pacientes e até falta de saneamento básico, como falta de troca de filtros de bebedouros e de limpeza dos reservatórios de água.

Um freezer localizado na despensa da cozinha do hospital estava com acúmulo de gelo e evidente falta de limpeza periódica, além de presença de baratas "devido à ausência de tampa de escoamento de água para vedação".

Além da falta de documentação, os inspetores encontram precariedade da estrutura física, principalmente de setores críticos de processos e procedimentos executados em desacordo com as normas técnicas.

Os fiscais apontam, na conclusão do relatório, que o hospital "continua funcionando em desacordo com as legislações sanitárias vigentes" e que "podem causar risco iminente aos usuários como também aos trabalhadores.

Destacam que um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) foi firmado em 2012 para que o Hospital Militar regularizasse a situação, mas, após inspeções nos anos de 2015, 2018 e 2019, "a situação do estabelecimento não passou por mudanças significativas" ou "não conseguiu sanar todas as irregularidades".

"Diante das constatações e com o objetivo de minimizar ou eliminar o risco de dano associado à atenção à saúde realizada pelo Hospital Militar, pois o estabelecimento deixou de realizar ações sistemáticas necessárias para garantir que os serviços prestados estejam dentro dos padrões de qualidade exigidos para os fins a que se propõem, não restando outra alternativa, a quipe procedeu a interdição do Hospital", pontuou a Vigilância Sanitária.


Copyright 2015 - Todos os direitos reservados.
DNA Notícias.

Crie seu novo site Go7
vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo